ANO II NÚMERO 16

O TEXTO DO SITE É OBRA DE FICÇÃO. QUALQUER SEMELHANÇA
COM PESSOAS E ACONTECIMENTOS REAIS É MERA COINCIDÊNCIA.

2006© - Ao Pé da Letra Jornalismo
Projeto Gráfico: i propaganda
(Site melhor visualizado na resolução 800x600)

Atriz que fica nua em cena não se acostuma com palmas e vaias
Foto: Margarida Vilela

Ofício milenar pode ter fim com morte de embalsamador

Paris - Com a morte de Farid Gamal Moutaab pode chegar ao fim a milenar tradição de uma família de embalsa-madores egípcios, que afirma ter nos faraós a origem de seu negócio. Moutaab, que morreu anteontem em Paris, aos 95 anos, era o patriarca da família e teve entre seus clientes mais famosos dois papas, oito presidentes, cinco mafiosos e dezenas de celebridades cujos nomes são mantidos em sigilo até hoje pela empresa, intitulada My Mummy, com sede na capital francesa e representantes em 14 países. (segue)

Soledad Garcia fica 11 minutos totalmente nua no palco
Quando aceitou interpretar a fogosa e misteriosa Benita Bare, na peça "A Dura e Nua Verdade", em papel recusado por cinco atrizes, Soledad Garcia jamais poderia imaginar a polêmica que iria causar. Ela sabia que a peça, do inglês Justin Nudenik, vem alcançando tanto sucesso quanto protestos em todos os países onde é encenada, mas não estava preparada para o que iria acontecer após a estréia da versão brasileira no Teatro Máscaras. A peça é um desafio para qualquer atriz jovem e bonita, não só pela densidade psicológica do texto, como por outra razão. Na polêmica cena em que Benita revela finalmente seu passado, diante da estupefata família, ela se despe e fica inteiramente nua no palco durante 50 segundos. (segue)


Bailarina brasileira foi
amante de Bin Laden

Depois de uma noite de sexo, ele me disse: "Vou abalar o mundo!"

Por
Anthony Charles Carpi
Exclusividade para o SacolãoBrasil na América Latina

- Capítulo 5
-

EXCLUSIVO!
Após mais de 25 anos fora do Brasil, vivendo aventuras, amores, emoções, decepções e perigos que raras mulheres da minha idade poderiam sequer imaginar, de vez em
quando algo forte e dolori-do, e também gratificante, surge em meu peito e lá permanece por muito tempo: saudades do meu país, da família e da minha querida Niterói. (segue)